Sobre ter direitos, sobre ocupar espaços prioritários…

Estava pensando em um bom assunto para começar. Não pretendo que esta seja uma página sobre moralismo, ou julgamentos, já têm bastante gente que faz isso. Meu desejo é con-versar, compreender questões, compreender, por exemplo, porquê uma pessoa senta em um banco de ônibus com uma indicação de prioritário e ao ver que há um usuário preferencial finge que não vê. 

Ao ver isto, hoje, mais uma vez, no ônibus, pensei, mais uma vez, sobre direitos. Uma pessoa que não respeita o direito do outro não sabe de seus deveres, não sabendo de seus deveres sabe pouco, então, de seus direitos. Conforme tira o direito do outro está tirando o seu. Há muitas teóricas e teóricos que falam a respeito disso. Bem, vou procurar lê-los para melhor con-versar com eles. 

Obs: fiquei tão nervosa ao ver que dois jovens não saiam do lugar preferencial que ofereci o banco em que estava. O senhor não quis, ficou parado ao lado dos dois para ver se eles se “mancavam”, nada. Foi desolador e ao mesmo tempo é difícil controlar a TPM numa situação dessas, bem, o senhor com toda a sua sabedoria e vivência me acalmou. Precisamos de muita calma.

 

E você, pessoa na sala de jantar, o que pensa?

 

Aceito críticas, correções de texto e tomar um café, contudo, não aceito valentonas e valentões.

 

Rosa C S. 

28 | 05 | 2014

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s